• Universidade Livre Despertalista
  • Sociedade Despertalista do Brasil
Previous Next

O SER É MAIOR QUE TER

 

Ante a mudança de valores éticos e morais em que nossa sociedade está vivenciando, gostaria de enfatizar que SER é eterno e só por isso já deveria ter importância muito maior para nós do que TER que tem caráter temporal, hoje se tem amanhã pode-se não TER mais.
A palavra de ordem SER emana uma energia infinitamente superior em relação à palavra TER, não utilizando para essa afirmação nada além da minha observação, que certamente não está pautada naquilo que eu acho, mas no que concluí de maneira filosófica e objetiva.
Ser, está ligada de maneira tênue a energias positivas, afinal a letra “S” em sua vibração é empregada para: Sabedoria, Sorte, Sentimento, Solidariedade, Soberania, Superioridade, Simplicidade, Simpatia, Saúde, dentre inúmeros outros adjetivos que perderíamos páginas definindo, em contra partida Ter, representada pela letra “T” aplica-se a características maléficas e negativas, como: Tristeza, Tirania, Traição, Tortura, Tragédia, Trauma, Tráfico, ficando difícil identificar palavras que emanem energias positivas iniciadas com a letra “T”, não que não existam, mas certamente a quantidade é bem menor que as que se iniciam com a letra “S”.
Sabiamente até as escrituras apresentam a grandeza de SER, quando Abraão pergunta o que dizer a Faraó e o Altíssimo responde: “diga-lhe que EU SOU!”.
Ser, é imutável, enquanto Ter é relativo, quem é é, independente do que tem.
Não nego que Ter seja importante, afinal, é imprescindível que tenhamos casa, comida, família, dinheiro, emprego, enfim, porém percebo que nos dias de hoje o mundo globalizado e o “capitalismo selvagem” obrigam que vivamos em função de ter as coisas, muitas das vezes sufocando aquilo que somos, quando não, nem nos importamos com o que de fato somos ou seremos no futuro, levando a perda de identidade social e problemas existenciais.
A sociedade faz cada vez mais dos seres humanos escravos do TER e é exatamente por isso que nossa sociedade moderna não é tão grandiosa quanto deveria, por isso que a vida não é tão boa quanto seria se não houvesse miséria, fome, doenças, crimes. Acredito em uma humanidade evoluída e em uma sociedade perfeita, mas pra isso precisamos enfatizar o SER antes de buscar o TER.
Conhece-te a ti mesmo, já dizia o filósofo! Porque afinal se não nos conhecemos não podemos saber quem somos ou a que viemos. Falta em nós à prática de reflexões filosóficas a cerca de nós mesmos.
Saber quem somos, implica em conhecer as nossas atitudes e porque as tomamos, o que sentimos e porque sentimos o que pensamos e porque pensamos, a saber que o futuro da humanidade é fruto daquilo que somos e fazemos hoje e indubitavelmente todos somos responsáveis.
Ter é conseqüência de Ser, ou seja, temos o que temos, porque somos o que somos e não ao contrário.
E sendo assim, a partir de hoje “SEJA”, seja você mesmo, seja sábio, seja grande, seja solidário e quem sabe Sendo você mesmo descubra que é Superior.

 

 

David Jansen Pinheiro Pecis

Presidente da Sociedade Despertalista do Brasil